Arquivo da tag: origens

Coelhos, ovos… Descubra qual o significado desses símbolos para a Páscoa!

Boa tarde, pessoal! Tudo beleza? Ah, aposto que sim! Afinal, quem não fica feliz com um feriado prolongado desses, não é? Aproveitando o feriado da Páscoa, decidi fazer uma post sobre essa data comemorativa.

Todos sabemos que, para os cristãos, a Páscoa está relacionada à ressurreição de Jesus Cristo, o Messias católico, mas você sabia que outras religiões também comemoram esse feriado? Sabia, inclusive, que ela tem origens anteriores à morte de Jesus Cristo? Não? Então ajeite-se na cadeira e preste atenção! rs

A origem da Páscoa remonta milhares de anos atrás. Historiadores encontraram informações que os permitiram concluir que uma festa de passagem era comemorada por civilizações europeias antigas justamente na mesma época em que acontece a Páscoa atualmente. Essa festa ocorria em decorrência do Equinócio de Primavera, fenômeno que marca o fim do inverno e o início da época das flores. Entre os antigos, essa transição era extremamente importante, pois estava relacionada a maiores chances de sobrevivência em função do rigoroso inverno que castigava a Europa, dificultando a produção de alimentos.

Mas não eram apenas os europeus que comemoravam a chegada da nova estação. Egípcios, fenícios e hindus também a celebravam anualmente, mas havia um algo a mais: esses povos acreditavam que o mundo havia começado como um ovo gigante e, assim, a cada festa da primavera, pintavam ou comemoravam o ovo como um símbolo de uma nova vida.

ovos

 

Acredita-se que essa comemoração também fazia parte da tradição chinesa e que, ao retornar de uma expedição a essas terras, missionários europeus tenham disseminado essa cultura de pinturas de ovos pelo resto do mundo, associando a Páscoa católica a essa prática, uma vez que ambas celebrações ocorrem na mesma época.

Por volta do século XVIII, os ovos de Páscoa já eram mais enfeitados e alguns eram até açucarados, dando um gostinho especial ao presente. Somente a partir de cerca de 1830, com o desenvolvimento da indústria do cacau, começou a produção dos ovos de chocolate, o que perdura até hoje.

Mas e o coelhinho? Onde ele entra nessa história?!?!? Os mesmos povos antigos que cultuavam a chegada da primavera também viam o coelho como um símbolo de fertilidade, uma vez que esse é um animal que se reproduz com extrema facilidade. Assim, a tradicional Páscoa é, na verdade, uma mistura de tradições pagãs e católicas.

Atualmente, existem várias tradições pascoais mundo afora: os judeus comemoram o Pessach, uma celebração ao êxodo judaico do Egito, por volta de 1250 a.C.; em alguns países como Bulgária, Romênia, Ucrânia e Polônia, a tradição dos ovos pintados se mantém, com o detalhe de que as cores usadas têm significados diferentes; em outros países, é tradicional uma brincadeira de caça aos ovos, onde os pais das crianças escondem ovos em jardins e quintais para que seus filhos os encontrem. Entretanto, independente da cultura, o significado da Páscoa é o mesmo: vida nova e fertilidade.

caca

Todo esse papo de Páscoa me deixou faminto! Vou fazer uma boquinha na cozinha e terminar meu ovo de chocolate! rs

Um bom resto de feriado para vocês e feliz Páscoa! 🙂

 

Fontes:

http://www.suapesquisa.com/historia_da_pascoa.htm

http://www.megacurioso.com.br/datas-comemorativas/42933-conheca-as-origens-e-o-simbolismo-relacionado-aos-ovos-de-pascoa.htm

 

Leonardo Saud

Café: de bebida endemoniada às nossas mesas

Que tal um pouco de História para encerrar o domingo? Hoje, vamos falar um pouco do café, aquela bebida adorada pelos pré-vestibulandos e pelos nossos avós!

A descoberta dessa bebida, muito popular hoje em dia, data de 800 a.C., na Etiópia. Já na época, era considerado perigoso, porque deixava quem o consumisse acordado e muito disposto a discutir! Por volta do ano 1500, o produto chegava à Europa (transportado pelos nossos ilustres amigos portugueses, claro) vindo da Turquia.

Apesar do enorme sucesso que faz hoje, nem sempre o café foi bem aceito. Ele chegou até mesmo a ser proibido na Turquia e quem fosse pego consumindo a bebida podia ficar até 6 meses preso! Em 1615, a população italiana chegou a pedir ao papa Clemente VIII que declarasse a bebida demoníaca! Ironicamente, ocorreu justamente o oposto: Clemente VIII gostou tanto da bebida que a abençoou! Não deu outra: o café começou a se disseminar pela Europa.

O conceito de café da manhã surgiu no século XVIII e é oriundo de seu efeito estimulante. Os antigos europeus acordavam com o nascer do Sol e usavam o café para espantar o sono. Antes disso, os mais ricos acordavam bebendo leite ou vinho e os mais pobres, água ou cerveja – incluindo as crianças! Imagine só! Se não existisse café, estaríamos bebendo cerveja às 7 horas da manhã para acordarmos! Que coisa, não?

 

Fonte: BERUTTI, F. Caminhos do homem: volume 2: história: ensino médio. Curitiba, PR: Base Editorial, 2010